.


10 de outubro de 2017

Uma mesa farta e a discriminação por causa da idade


Por J Araújo
Interessante, recebi  este convite em meu e-mail pelo fato de já ter participado de um curso nessa mesma organização em 2012 . Somente se esqueceram de que eu tenho mais que o dobro da idade máxima permitida para participar do curso que eles estão oferecendo. Por sinal, muito bom o curso. Este mesmo curso foi oferecido na cidade de Campinas, SP, e como era próximo da minha casa resolvi fazer minha inscrição.

No entanto, a pessoa que fez minha, talvez por respeito, pela minha idade na época, quase sessenta anos, não tinha o direito de participar e aprender mais nada. Sem malicia nenhuma no dia indicado para o inicio do referido curso, cheguei bastante animado para o primeiro contato com a turma. Para minha surpresa, eu era o "vovô" daquela turma de jovens. Havia uma mesa farta de café da manhã que estava ali à disposição dos participantes, tudo gratuito, depois do café um dos diretores disse que minha idade não permitiria minha participação naquela atividade.

Naquele momento me senti realmente um velho sem valor nenhum, discriminado por causa da idade que estava chegando, e olham que ainda não tinha completado os 60 anos. Contudo acho que por dó, “respeito”, sabe lá o que ele disse que ia abrir uma exceção e me deixar continuar no grupo. Comecei um tanto chateado, mas depois vi que deveria me entrosar, tenho essa facilidade, com os jovens e foi maravilhosa aquela semana de estudos. Na época escrevi um texto contando, essa que considero uma aventura em saber e sentir como se sente os idosos no Brasil.

Ao termino produzimos um audiovisual em um asilo por minha sugestão. Entrei em contato com a direção e ficamos durante três dias frequentando aquele local que serviu como cenário para nossa produção. Todos os personagens envolvidos são moradores daquela instituição.  Deixa-me aprender!

6 de outubro de 2017

As discussões sobre o Uber

A concorrência é grande, o transporte público na maioria das cidades brasileiras deixa a desejar pelo fato de não satisfazer as necessidades da população que cada dia tem mais pressa em seu deslocamento.  Diante dessa deficiência surgiu a oportunidade de empresas estrangeiras oferecer um serviço de transporte individual, através de uma plataforma digital, já temos duas delas operando em varias cidades no Brasil, a Uber americana e Cabify espanhola.

Com isso se criou também uma grande rivalidade entre os taxistas e os prestadores de serviços dessas empresas concorrentes, principalmente da Uber americana. Enquanto isso, as prefeituras das cidades onde essas empresas operam se viram obrigadas a criar leis regulamentando a atividade das mesmas. A população por seu lado tem aprovado a prestação de serviço desse tipo por ter um preço razoavelmente baixo em comparação com os serviços prestado pelos táxis, estes por sua vez alegam que elas fazem isso porque não tem a mesma carga de impostos e taxas que os mesmos estão sujeitos.


Muitos já andaram a Pé 4 km de madrugada, pois saíram de uma casa de shows repleta de taxistas na frente, que se recusavam a fazer corridas com valores inferiores a R$ 80,00.
Ninguém teve pena das locadoras de vídeo depois da internet e do Netflix, das máquinas de datilografia quando surgiram os computadores, do Orkut depois do Facebook, dos orelhões quando inventaram os telefones celulares, das empresas de telefonia depois que inventaram o whatsapp, das empresas que fabricavam fax quando agora é tudo resolvido por e-mail, dos classificados do jornal quando inventaram o OLX.
Alguns usuários desses serviços dizem o seguinte:
“O Uber ofereceu o que muitos dos taxistas não ofereceram por tanto tempo: dar um serviço individual, conveniente, barato e de qualidade”.
“Quantas vezes eu, ou algum de vocês já tivemos corridas rejeitadas (varias vezes por conta de a distância ser curta) por taxistas, 3 por não serem interessantes financeiramente”?
“Quantas vezes não pegamos algum taxista grosseiro e sem educação? (sem generalizar, conheço alguns muito bons). Agora os caras estão choramingando por causa do Uber e querem proibir algo que veio pra um benefício da sociedade? Se poupe me poupe nos poupe”! Diz outro.

“O dinheiro é MEU e eu escolho que serviço usar! Sem contar que o UBER está gerando muitos empregos”.
(a) J Araújo

21 de setembro de 2017

O clima fica cada dia mais tenso e a guerra de palavras já começou

General Hamilton Mourão
O noticiário político está fervilhando e tem muita gente dando palpite na vida política diante do quadro em que o país se encontra. Tem muita gente, pedindo, inclusive, a volta dos militares no poder. Isso, claro, não tem agradado alguns políticos, principalmente, os da esquerda e o senador Randolfe Rodrigues, (Rede - AP) entre eles, usou a tribuna do Senado Federal e chamou o General Mourão de ‘maluco’. O clima fica cada dia mais tenso e a guerra de palavras já começou
As palavras de Randolfe, que estão no site do senado, foram: “…a história se repete como farsa […] as declarações do general Mourão podem ser a opinião isolada de um “maluco”, mas a possibilidade de chantagem das Forças Armadas mostra a falta de autoridade do Presidente Michel Temer…

A resposta do General de Brigada Paulo Chagas foi imediata. Leia abaixo o e-mail que ele enviou ao senador:

Exmo Sr Senador Randolfe Rodrigues
General Paulo Chagas
"Corrija-me, por favor, se eu estiver enganado, mas, de acordo com as minhas observações, baseadas na forma como V. Exª faz seus pronunciamentos públicos, o senhor faz parte de uma minoria que se julga discriminada no conjunto da sociedade e que, coerentemente, empenha-se pela aprovação de leis que privilegiem o seu direito à vida, à manifestação de suas opções e à integridade física, acima do que é oferecido aos demais brasileiros.

Repito, por favor, corrija-me e desculpe-me se eu estiver enganado! 
Pensando assim, julgo ser incoerência da sua parte a exclusão dos militares do direito à opinião e a criminalização das Instituições Armadas por realizarem a análise e o planejamento da execução das suas missões constitucionais.

O seu pronunciamento na Tribuna do Senado a respeito da palestra e das declarações do General Antônio Hamilton Mourão, no Grande Oriente do Brasil, permite acreditar que, na sua opinião, os militares não têm esse direito e que devem ser considerados e tratados como cidadãos de segunda classe, condenados ao silêncio e ao servilismo!

O senhor se refere a um integrante do Alto Comando do Exército como “maluco”, e à instituição a que pertence como “chantagista” sem considerar que fazem parte da sociedade e da estrutura organizacional do estado brasileiro e desconsidera que a democracia garante a TODOS os brasileiros o direito de pensar, querer, defender suas ideias e anseios e de exercer, na plenitude, a sua profissão e o seu dever profissional!

A postura adotada por V. Exª, nos permite aduzir que, na sua maneira de pensar, a divulgação de posições pessoais e, neste caso, PROFISSIONAIS de militares, mesmo que no ambiente reservado de um Templo Maçônico, constitui-se em ameaça à democracia e à hierarquia, quando, na verdade, é e foi, apenas, a difusão da análise institucional de uma missão prevista na constituição!

Os militares, Senador Randolfe, têm o dever de estar SEMPRE atentos às conjunturas interna e externa para, SE NECESSÁRIO, correr em socorro da Pátria e da sociedade quando essas estiverem dominadas pela ilegalidade e pela desordem, como é, sem dúvida, o rumo tomado pelo Brasil quando o observamos de dentro do local de trabalho de V. Exª.

Mais ainda, senhor Senador, as FFAA devem planejar seu emprego dando prioridade às hipóteses mais extremas e graves, como é o caso da situação de completa ausência de condições de qualquer dos poderes para cumprir seus deveres e de assumir a iniciativa das providências necessárias ao restabelecimento da ordem e do cumprimento das leis, conforme foi comentado pelo General!

Na opinião de grande parte da sociedade, onde incluo a minha, considerando a fragilidade moral dos três poderes da República, essa hipótese, além de ser a mais grave, é também a de maior probabilidade de ocorrer, portanto, senhor Senador, crescem de importância, de seriedade e de utilidade pública as declarações do brilhante militar pretensiosamente criticado por V. Exª.

Sugiro que o senhor medite sobre a incoerência e o despropósito do seu pronunciamento e que, em oportunidade que obviamente não lhe faltará, retrate-se publicamente, para o bem da verdade, da sua imagem e da tranquilidade do povo dessa terra devastada pela prática da demagogia, da desonestidade e da irresponsabilidade, como V. Exª  muito bem sabe"!
Respeitosamente
 General de Brigada Paulo Chagas

20 de setembro de 2017

Belezas urbanas

                                 Rua Francisco de Assis Iglesias

Há vários dias não chove na cidade e isso tem deixado as autoridades em estado de atenção devido a baixa umidade do ar. Os tempos secos alem de trazer serias consequências para a saúde é também a época em que os incêndios proliferam por todos os lados piorando ainda mais a qualidade do ar. 

Segundo as estatísticas aqui na cidade este está sendo um dos verões mais seco dos últimos 29 anos. Por outro lado a primavera ainda não chegou e muitas especies antecipou a abertura, mesmo com o calor escaldante podemos apreciar a florada dos ipês embelezando as ruas e avenidas em varias cidades.   
                                  Avenida Prefeito Faria Lima - Campinas, SP
                                                Curitiba, PR 15/09/2017

15 de setembro de 2017

Como surgiu a expressão popular UAI

Que o mineiro diz uai, disso ninguém tem dúvida. Tem gente que diz que se não falar uai não é mineiro de verdade. Já ouvi isso, porque mesmo sendo mineiro, nasci nas montanhas das minas gerais, porém, não adquiri o costume de falar uai. E olha que meus pais usavam constantemente a expressão. E você sabia como surgiu a expressão popular dos mineiros UÁI?
                    
Segundo a professora Dorália Galesso, foi o presidente Juscelino Kubitscheck que a incentivou a pesquisar a origem. Depois de exaustiva busca nos anais da Arquidiocese de Diamantina e em antigos arquivos do Estado de Minas Gerais, Dorália encontrou a explicação. 

Os Inconfidentes Mineiros, patriotas, mas considerados subversivos pela Coroa Portuguesa, comunicavam-se através de senhas, para se proteger da Polícia lusitana.

Como conspiravam em porões e sendo quase todos de origem maçônica, recebia os companheiros com as três batidas clássicas da Maçonaria nas portas dos esconderijos. Lá de dentro perguntavam: quem é? E os de fora respondiam: UAI - as iniciais de União, Amor e Independência.

Só mediante essa senha a porta era aberta aos visitantes. Conjurada a revolta, sobrou a senha, que acabou virando costume entre as gentes das Alterosas. Os mineiros assumiram a simpática palavrinha e, a partir de então, a incorporaram ao vocabulário.
Fonte: Jornal Correio Brasiliense.

                                                                                                Quem foi Juscelino Kubitscheck


Juscelino Kubitscheck nasceu em Diamantina, no Estado de Minas Gerais em 12 de outubro de 1902, foi um médico, oficial da Polícia Militar mineira e político brasileiro que ocupou a Presidência da República entre 1956 e 1961.

Na presidência, foi o responsável pela construção de uma nova capital federal, Brasília, executando assim um antigo projeto para promover o desenvolvimento do interior e a integração do país. Durante todo o seu mandato, o país viveu um período de notável desenvolvimento econômico e relativa estabilidade política. 

Em 22 de agosto de 1976, faleceu em um acidente automobilístico. JK como ficou conhecido é visto nacionalmente como o pai do Brasil moderno e está entre os políticos cujo legado é mantido mais favoravelmente. (a) J Araújo

8 de setembro de 2017

Os caras de pau da República

Imagem: web
O Brasil chegou ao fundo do poço. Lendo os jornais deparo com a notícia de que a Polícia Federal, encontrou mais de 48 milhões de reais e mais de 2 milhões de dólares em espécie em um apartamento ligado ao ex ministro Geddel Vieira Lima e suas malas de dinheiro. 

Enquanto isso o povo brasileiro não tem esperança nenhuma de que essa bandalheira vai acabar. O local ao que parece só guardava dinheiro. Era como se fosse um grande cofre. Esse senhor estava preso em uma cadeia e foi colocado em prisão domiciliar. E o interessante de tudo isso é que a imprensa fala as supostas malas pertencentes a esse senhor.

Os que querem ficar ricos caem em tentação, em armadilhas e em muitos desejos descontrolados e nocivos, que levam os homens a mergulharem na ruína e na destruição”1 Timóteo 6:9

Ao saber que a Polícia Federal tinha descoberto a montanha de dinheiro, veja o que o mesmo teve a cara de pau de dizer:
 “Eu já estava há meses com as contas todas atrasadas, porque não lembrava onde havia guardado esse dinheiro, que economizei durante toda uma vida de trabalho duro”.

Quem vai acreditar em uma história dessas? Esse homem perdeu a noção. Se fosse verdadeira porque essa montanha de dinheiro estaria em malas e sacos e não em um banco, onde estaria bem mais seguro e ainda por cima ganhando em aplicações financeiras. 

Ele afirmou que já estava temendo ter sua luz cortada por falta de pagamento, além de narrar o constrangimento de ter que comprar fiado na bodega durante meses sem dar previsão para pagar a conta.

    “Agradeço de todo coração a Polícia Federal por ter encontrado o dinheiro que eu estava procurando há muito tempo e não sabia onde estava”, finaliza o senhor cara de pau. 
Imagem web

Na cadeia, o senhor Geddel foi às lágrimas, disse que queria se desculpar com o Brasil fazendo o seu melhor como político, mas que não deu. Em um programa de TV, o apresentador, José Luiz Datena, não perdoou e humilhou o corrupto na frente de milhões de telespectadores.

Estamos afundando, ou seja, nossos governantes estão levando o país para o fundo do poço. Todo dia vemos novas descobertas que nos chega pela imprensa. A Polícia Federal nunca trabalhou tanto em toda a sua existência. O povo já não está suportando mais essa situação em que o país se encontra. Homens como este e outros que ocupam o poder é uma vergonha para o nosso país que está sempre nos noticiários internacionais sempre de maneira negativa. "Por cá, em Portugal' a notícia também foi bastante comentada, nos telejornais"!
Malas são necessárias, com certeza, na maioria das casas sempre tem uma ou mais. Quando viajamos geralmente arrumamos nossa mala e isso nos dá prazer, pois na maioria das vezes, estamos indo visitar um parente ou mesmo fazer aquela viagem que planejamos. 

Nesse meio tempo, enquanto viajamos a maior parte do ano a mala, da maioria dos brasileiros, fica guardada em cima de algum guarda-roupas cheias de papeis a maioria contas pagas, ou mesmo vencidas. Ao contrario das malas usadas pelo senhor Geddel Vieira Lima, que foram usadas para guardar dinheiro. Se Polícia Federal entrar em muitas casas é capaz de fazer vaquinha, quando descobrir a quantidade de contas vencidas. 

Com o argumento de que tenha esquecido até mesmo onde tinha deixado tanto dinheiro pode ser uma estratégia de não se lembrar de mais nada. Pena que não é apenas este. Até parece um político brasileiro que sempre que era perguntado se sabia ou tinha visto alguma coisa nunca sabia de nada. Veja a reportagem!
(a) J Araújo

1 de setembro de 2017

Eu e você precisamos um do outro!

Mensagem para reflexão!
Você sabia que...?
Seu NASCIMENTO foi através de Outros;
Seus primeiros BANHOS foram dados por Outros;
Seu NOME foi dado por Outros;
Você foi EDUCADO por Outros; 

A sua RENDA, ainda que indiretamente, vem por meio de Outros. Se você quer se DIVERTIR, ou faz uma viagem, vai a um show, cinema, teatro, restaurante, estádio, são os Outros que te servirão;
Quando você ADOECE é cuidado por Outros;
O RESPEITO a si é dado por  Outros;
Seu ÚLTIMO BANHO será dado por Outros;
O seu FUNERAL será realizado por Outros;

Os PERTENCES e PROPRIEDADES serão herdados por Outros.
Então, questiono-me por que motivo alguns de nós deixamos o nosso EGO, nosso TEMPO, nossa CARREIRA, nosso DINHEIRO e nossas CRENÇAS nos levarem a menosprezar o valor dos OUTROS na nossa vida, sendo que, na verdade, os nossos feitos envolvem tanto os Outros.

É hora de todos nós simplificarmos, reajustarmos e modificarmos nossa percepção da Vida e sobre a Vida, a fim de nos tornarmos mais amorosos, mais humildes e vivermos pacificamente com os OUTROS;

Porque nesta vida precisamos uns dos outros em todo o tempo.
Tenhamos gratidão com o próximo! Cada um de nós é O OUTRO DO OUTRO
Vamos cuidar uns dos outros
Lembre-se:
Em tudo, eu e você precisamos UM DO OUTRO! Bom dia a todos e uma ótima sexta feira para com a graça de Deus.

25 de agosto de 2017

Como você está usando as pedras encontradas em seu caminho?

Durante nossa caminhada pela vida vamos encontrar vários obstáculos em nosso caminho. E as pedras são consideradas o maior de todos eles. E as pedras as vez incomodam mesmo. Tem um ditado popular que diz mais ou menos assim: isso ou aquilo “é a pedra no meu sapato”. Você já deve ter ouvido esta frase. 

Talvez seja porque dentre todos seja o material mais pesado, muitas vezes de difícil remoção. Que levante a mão quem, um dia, em algum momento, já não tropeçou em uma?  O distraído andando, nela tropeçou e no momento da raiva praguejou.

O bruto na sua ira, a pedra encontrada em seu caminho, usou-a como arma para ferir seu inimigo. O empreendedor, um home prudente, ao encontrar uma em seu caminho recolheu para construir a sua casa. Usou-a para reforçar ainda mais a construção.

O camponês dela fez um assento onde passa horas agradáveis com os amigos curtindo a natureza. O famoso escultor Michelangelo dela fez uma escultura. O encontro entre Davi e Golias, a batalha de dois homens foi decidida por uma pedra. 

Davi retirando uma pedra de seu alforje arremessou-a com a atiradeira e atingiu Golias, o filisteu na testa, de tal modo que ela ficou encravada, e ele caiu com o rosto no chão”. (1 Samuel 17-49).

Jesus ao saber que seu amigo, Lazaro, tinha morrido foi até onde ele se encontrava sepultado e mandou remover a pedra para ressuscitar o mesmo.

Observe que a diferença não está na pedra, mas na atitude das pessoas quando encontra pedras no caminho! Não existe "pedra" no seu caminho que você não possa aproveitá-la para o seu próprio crescimento.

Que Deus lhe dê sabedoria, para saber o que fazer com cada pedra que você encontrar tornando-as alicerce em seu caminho, em sua caminhada durante a vida.
(a) J Araújo

18 de agosto de 2017

O advogado a PF e o tatu

Um advogado estava viajando de carro por uma rodovia,(BR), um tatu foi atravessar na frente do carro e o motorista parou e pegou o mesmo. Colocou no porta malas e seguiu viagem.
Lá na frente uma blitz da Polícia Federal o parou. Pediram os documentos, pediram pra ele descer do carro e abrir o porta malas, no que foi prontamente atendida tal solicitação.
Lá dentro o policial viu o tatu e falou:
- cara você é louco! Esse animal é selvagem, isso vai te dar cadeia. Se eu chamar a policia ambiental você tá frito.
O advogado disse: - bem capaz esse tatu é meu. De estimação. Tá comigo desde novinho. Se você soltar ele no chão eu dou dois assobios e ele volta do meu lado. Ele é treinado.
O policial falou: duvido!
- Então solta ele pra você ver, disse o advogado.
O policial pegou o tatu, soltou no chão e o tatu correu para o mato.
O policial falou para advogado:
- agora chama o tatu de volta.
O advogado disse: Que tatu?

11 de agosto de 2017

A produção comercial do “besouro” de maior sucesso

Não tenho certeza, mas acredito que o fusca foi e continua sendo um dos carros mais popular do Brasil, o primeiro fusca foi fabricado há mais de 70 anos. E a maioria das pessoas nascidas nas décadas de 60/70, já possuiu um desses, em minhas mãos tive dois. Em 1951 o modelo chegou ao Brasil. O modelo começou a ser construído aqui em janeiro de 1959.

A produção da Volkswagen começou em 1945, no fim da Segunda Guerra Mundial, um dos modelos mais icônicos e carismáticos da história da indústria automobilística: o Volkswagen Fusca e atingiu 21 milhões de unidades.

Mas, isto é história. Achei este fusca na Avenida Plínio Pereira Neves, e não pude deixar de registrar. Ele é tão popular, quando você acha que não tem mais nenhuma utilidade aí está: serve como uma bela floreira. 

4 de agosto de 2017

Frutos da imaginação

As redes sociais é um excelente meio de comunicação uma maneira fácil e rápida de espalhar noticia, boas ou ruins, verdadeiras ou falsas. O que acontece é que a maioria das pessoas ainda não se conscientizaram do mal que pode estar causando compartilhando tudo que chega em suas redes sociais, sem antes checarem. Não é difícil saber se uma noticia é verdadeira OU falsa. 

Temos sites nada confiáveis que inventam noticias e publicam em suas páginas, assim como temos, também, sites especializados em desmentir tais noticias e um destes é o E-farsas, onde você pode checar a informação, podemos desconfiar de informação que não sai em jornais ou revistas de prestigio que somente publica uma notícia depois de checarem através de fontes confiáveis. Temos ainda o boatos.org que também se dedica a esclarecer as falsas notícias.  Está dada a dica. 

ü Boato na rede

Há alguns dias surgiu uma foto de um carro no estacionamento de um shopping da cidade de Campinas, SP, com as rodas travadas, isso deu o que falar. A imagem publicada nas redes sociais teve centenas de compartilhamentos e acabou gerando a conclusão dos internautas de que o motorista teria estacionado em vaga reservada, sem ser idoso ou deficiente físico.

Internautas postaram comentários como: “Está mesmo na hora de acabar com essa pouca vergonha”. “Não adianta reclamar e colocar a culpa sempre no governo e não fazer o correto”. Outra foto mostra um recado deixado no para-brisa do veiculo, o que gerou mais furor.

ü Esta é a verdade!
A administração do Parque Dom Pedro Shopping esclareceu que, na tarde do dia 19 de julho, um cliente procurou a segurança para informar a perda das chaves do seu carro. Por uma questão de segurança a equipe travou as rodas do veiculo, pois havia o risco remoto de alguém encontrar as chaves e dar partida no carro. 

Ainda segundo a administração do empreendimento, o comunicado deixado no para-brisa tinha como objetivo instruir o cliente em seu retorno entrar em contato com a Central de Segurança. As chaves foram encontradas, a trava liberada, e o proprietário retirou o veiculo. As conclusões veiculadas nas redes sociais, portanto, foram frutos da imaginação.


Fonte: AAN

28 de julho de 2017

A fama pode matar

Lembram-se da arvore, que viveu por mais de 10 anos no topo de um poste de energia elétrica e, gerou a postagem, vida no poste? Pois é, ficou famosa e morreu no dia seguinte, foi só aparecer na página do jornal e seus dias de fama se acabaram. 

Na foto é possível ver o guindaste que conduziu seu algoz, com uma moto-serra, que em menos de meia hora restou somente às fotos registradas durante seu período de existência. Muitas vezes viver no "anonimato" pode significar dias a mais de vida enquanto a exposição pode apressar o seu fim. 

Estou me referindo a um Ficus, árvore, de aproximadamente 2 metros de altura, estava a mais ou menos 10 anos sobrevivendo no topo de um poste de energia elétrica na Rua Prata, na Vila Rica, em Campinas SP.

No mesmo dia em que saiu uma matéria no jornal ela foi retirada pela CPFL, empresa de energia elétrica, responsável pelo poste. Neste caso a fama da árvore levou a morte até a mesma. Melhor seria ter permanecido no anonimato.


Os moradores acreditam que a arvore nasceu no poste graças aos passarinhos que pousavam no local. As aves devem ter levado sementes no bico para alimentar filhotes no ninho e algumas germinaram. O troco da planta tinha cerca de meio metro e depois se formou a copa com galhos que atingiram mais de dois metros de altura.
(a) J Araújo

19 de julho de 2017

Vida no poste

Responda rápido. Ao olhar pra esta imagem você diria que é uma árvore ou um poste? Se você respondeu que é uma árvore errou. Agora se você respondeu que é um poste você acertou. Com uma olhada rápida a primeira impressão que temos é que estamos olhando para uma árvore.

Um olhar mais atento e acabamos percebendo que é um poste e nele temos uma árvore. Um Ficus de aproximadamente 2 metros de altura que se tornou atração da Rua Prata, na Vila Rica, em Campinas, SP.

A natureza sempre nos surpreendendo e esta é apenas mais uma demonstração da força da sua força. Mostrando  Deus, mostrando toda sua perfeição. Se o homem quisesse talvez não conseguisse cultivar uma árvore em um poste, principalmente naquela altitude.

Precisamos imaginar o seguinte; quanto de água esta árvore precisa para sobreviver? Ela está com suas raízes fixadas no solo a uma altura de mais de 10 metros, por consequência a retirada da água do solo se dá por essas raízes desceram através por dentro do poste que é oco. Ela tem aproximadamente 10 anos, a árvore nasceu no topo de um poste de iluminação pública, segundo os montadores. Será que esta arvore sobreviveu depois de toda essa fama? Como está ela hoje? Vamos ver?

Mostrando que Deus tem o controle de tudo em suas mãos. Em Colossenses 1.15-16 diz:

"Ele é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação, pois nele foram criadas todas as coisas nos céus e na terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos ou soberanias, poderes ou autoridades; todas as coisas foram criadas por ele e para ele."
(a) J Araújo

17 de julho de 2017

O silêncio ajuda

Onde quer que você esteja, seja a alma deste lugar... Discutir não alimenta. Reclamar não resolve. Revolta não auxilia. Desespero não ilumina. Tristeza não leva a nada. Lágrima não substitui suor. Irritação intoxica. Deserção agrava. Calúnia responde sempre com o pior. Para todos os males, só existe um medicamento de eficiência comprovada. Continuar na paz, compreendendo, ajudando, aguardando o concurso sábio do Tempo, na certeza de que o que não for bom para os outros não será bom para nós... Pessoas feridas ferem pessoas. Pessoas curadas curam pessoas. Pessoas amadas amam pessoas. Pessoas transformadas transformam pessoas. Pessoas chatas chateiam pessoas. Pessoas amarguradas amarguram pessoas. Pessoas santificadas santificam pessoas. Quem eu sou interfere diretamente naqueles que estão ao meu redor. Acorde… Se cubra de Gratidão, se encha de Amor e recomece… O que for benção pra sua vida, Deus te entregará, e o que não for, ele te livrará! Um dia bonito nem sempre é um dia de sol… Mas com certeza é um dia de Paz. Sendo assim tenha um bom dia de paz .

10 de julho de 2017

Ruínas de um passado


Fazenda Jambeiro, em Campinas, foi criada a partir da divisão de terras da "Sesmaria Sete Quedas" de José Rodriguez Ferraz do Amaral, que tinha vindo de Itu-SP, para trabalhar como coletor de impostos em Campinas, e após sua chegada comprou de um fidalgo português a concessão destas terras.

Criada por Thereza Miquelina Pompeu do Amaral (filha mais velha de José Rodrigues), após o falecimento desta em 1881, foi herdado por Antonio Pompeu de Camargo, que veio a falecer 3 anos mais tarde em 1884.

Posteriormente a fazenda foi adquirida por Herculano Pompeu de Camargo (filho mais novo de Antonio Pompeu de Camargo) que comprou a parte dos herdeiros em 1885, atingindo 90 mil pés de café.

Herculano dispensou seus escravos bem antes mesmo da libertação oficial dos mesmos e passou a utilizar mão de obra de colonos europeus que havia chegado ao Brasil.

Esse proprietário construiu a requintada casa-sede no ano de 1897, com um projeto de inspiração francesa feita pelo arquiteto campineiro Francisco de Paula Ramos de Azevedo que possuía requintes como iluminação de gás acetileno em seus cômodos, água corrente e rede de esgotos, linha telefônica, pintura em tromp l'oeil nos salões internos, revestimentos em azulejos franceses, pisos hidráulicos belgas e um riquíssimo lustre em seu salão principal.

Em 1914, essa fazenda pertencia a José de Queirós Aranha, e tinha uma área de 70 alqueires de terras e mais de 100 mil pés de café. Nos idos dos anos 20, Giuseppe Tiziani, adquiriu a Fazenda, permanecendo até os anos 40 como proprietário.

Em 1950 era do empresário americano John Edward Hoen, e passou para a produção de algodão. Este veio a falecer junto com o seu sócio brasileiro em um acidente de avião.

Em 1960, passou a ser propriedade de Maria de Lurdes da Silva Prado, que ao falecer ficou como herança para sua filha Maria Silvia da Silva Prado que não tinha interesse pela Fazenda Jambeiro e imediatamente colocou as terras para serem loteadas, e assim surgiu o loteamento conhecido como Parque Jambeiro.

Foi ela também que determinou a demolição do Casarão sede, porém após ter derrubado várias paredes e arrancados portas e janelas foi flagrada por fiscais que embargaram a demolição sob pena de multa.

A partir de então o Casarão passou para a administração da Prefeitura Municipal de Campinas, como acerto de pagamentos de impostos atrasados, e foi então que entrou em processo de degradação com a queda dos telhados, demolição parcial de outras paredes feitas pelos próprios funcionários da Prefeitura, hoje se encontra em estado de abandono total e sem verbas para a manutenção deste patrimônio histórico que a cada dia que passa vai s degradando e perdendo um marco da história.

Tombada pelo Conselho Municipal de Defesa do Patrimônio Cultural de Campinas (Condepacc) com a finalidade da reforma do lendário casarão do atual Parque Jambeiro, destinando o espaço a um centro de cultura para a população. Álbum aqui!

(a) J Araújo


1 de julho de 2017

Vândalos destroem poste histórico no centro de Campians

Mais uma vez volto a questionar o sistema de segurança dos próprios da Prefeitura Municipal de Campinas. Se não bastassem os estragos praticados por vândalos na Praça Bento Quirino, onde destruíram um poste histórico, agora foi a vez da Praça Voluntários de 1932.
Nesta Praça existe um monumento em homenagem aos heróis combatentes da Revolução de 1932, contendo 19 placas de bronze com os nomes de todos os combatentes. A praça está localizada em frente ao Cemitério da Saudade. Mais uma vez a pergunta: onde estão as câmeras de monitoramento?
Das 19 placas de bronze que existiam no local, treze foram furtadas e mais uma vez ninguém viu. Isso mostra que a cidade de Campinas, não está abandonada somente no sentido de manutenção, basta andar pelas ruas e avenidas e ver as crateras que termos que enfrentar, mas também na área da segurança, educação e saúde.
Já que toquei no assunto saúde, somente para se ter ideia, o medicamento, talvez um dos mais consumidos, maleato de Enalapril de nenhuma dosagem para controle da pressão arterial. O medicamento está em falta na rede pública de saúde há mais de dois meses e ninguém fala dá uma explicação razoável.
O paciente que tem condições de comprar compra quem não tem volta pra casa sem o medicamento e sem esperança nenhuma de encontrar em algum centro de saúde.
Enquanto isso, vamos vivendo um dia pior que o outro, acompanhando pela imprensa as falcatruas que nossos governantes aprontam. O povo até já se acostumou a ouvir sempre a mesma coisa. Os acusados, mesmo com provas, se dizendo totalmente inocentes.
(a) J Araújo

16 de junho de 2017

Assassinando a língua pátria

Tem se a mania de falar que a escola pública está falida e, para aprender tem que estudar em escola particular. Mas o tema aqui não é  o ensino da escola pública ou privada.

Quero falar aqui  o que  estão fazendo com a língua portuguesa, a língua pátria. Li em um blog onde uma pessoa reclamava de quem escreve errado, cometendo e que ela não se conformava com tal situação. Também acho um absurdo e vou mais além, estão cometendo  um verdadeiro 'assassinato' gramatical.

Também vamos esperar o que! A maioria dos estudantes, de hoje, usa a linguagem da internet para escrever qualquer tipo de texto, não dando a mínima importância para as regras gramaticais. O idioma é o "internetês", e acredito que podemos chamar assim.

O mundo virtual criou "tribos" e uma linguagem própria onde cada um escreve como bem entendem, e aqueles que conhecem somente a língua culta fica fora dessas tribos, eu disse língua culta.

Para quem não sabe, língua culta quer dizer: - “Conjunto dos conhecimentos adquiridos; a instrução, o saber sobre vários assuntos mesmo não relacionados, isso é cultura”.

Como podemos ver cultura não quer dizer educação, você pode ter cultura e não ser educado. O contrário também é válido.

Em um país onde o que importa é passar de ano não podemos esperar muito dos nossos futuros profissionais, isso já estamos presenciado na atualidade, diante desse quadro vamos esperar o que!

Uma educação de qualidade se faz valorizando os professores, porém, não podemos esquecer que a verdadeira educação começa dentro das nossas casas.

Os mais velhos sempre diziam e continua valendo, “educação vem de berço”, não é ensinada nas escolas, a sala de aula é lugar de adquirir conhecimento.

Nesse país onde a sala de aula está mais barulhenta do que parque de diversão seria bom que aqueles que estão ali e não quer estudar deixar o lugar para os verdadeiros estudantes.

É só olhar o passado e ver quantos nomes importantes da nossa história que estudou em escola pública e contribuiu com muito com o desenvolvimento do país em que vivemos hoje.

Como exemplo conheço o colégio "Culto a Ciência", na cidade de Campinas, SP, onde estudou o 'pai da aviação', Alberto Santos Dumont e tantos outros nomes famosos que passaram por aquela escola pública. A língua pátria precisa ser respeitada, não quero ser pessimista, mas em um país onde se mata tantas pessoas assassinarem a língua é o de menos.
(a) J Araújo

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...